melhorar a comunicação interna

A ideia de melhorar a comunicação interna da empresa é fundamental. Em outras oportunidades esse assunto já veio à tona aqui no blog, e isso acontece porque ele é bastante relevante, inegavelmente.

Agora, o que muita gente não sabe é que perceber mais sobre perfil comportamental (DISC) é igualmente necessário para que esse tema seja bem tratado e resolvido.

Sendo assim, a seguir vou explicar mais a vocês sobre como melhorar a comunicação interna da empresa contando com o apoio de um entendimento maior sobre o perfil comportamental! Vem comigo, que vai valer a leitura!

Veja porque melhorar a comunicação interna da empresa é tão necessário

Eu vejo muito empresário achando que esse papo de melhorar a comunicação interna da empresa não era um assunto relevante para se tratar na gestão. Já lidei com clientes que pensavam assim, e consegui mostrar os benefícios na prática, incluindo os seguintes ganhos para a empresa:

clima organizacional

  • O clima organizacional melhora – Se as pessoas não se comunicam adequadamente logo o clima organizacional é intensamente prejudicado.

Mas o que é que clima organizacional? Nada mais é do que a média emocional das pessoas que trabalham naquela empresa. Imagine que exista uma escala de 0 a 100%, que pode variar de teste para teste, e quando mensurado conseguimos avaliar como andam as emoções do time e quando maior for a nota melhor são os benefícios para a empresa.

É simples associar os ganhos para a empresa, sabe aquele dia que você acorda cheio de energia e disposição, diríamos que aquele você acordou com a sua média emocional em 95% ou até 100%. Eu te pergunto o quão produtivo você é nesse dia?

Agora imagina conseguir chegar à média emocional da empresa toda a esse nível? O quão mais produtiva pode ser uma empresa?

Eu vejo isso acontecer na prática nos meus processos de mentorias e quando ministro treinamentos InCompany. Isso ocorre porque se a comunicação inexiste, ou se ela é ruim a tendência é que os relacionamentos interpessoais dentro das equipes sejam afetados, e obviamente o espírito de cooperação e de trabalhar por um bem maior desaparece;

clima organizacional

  • A produtividade cresce – Colaboradores engajados e motivados produzem melhor. Já falei isso aqui! Se o profissional entende bem o seu valor e o seu papel ele vai executar mais e com mais expertise as próprias tarefas, inegavelmente, e com toda a certeza isso vai significar um melhor resultado no futuro.

Segundo Daniel Goleman, o pai da inteligência emocional, a cada ponto 1% que se sobe no clima organizacional e constatada um aumento na produtividade de 2% a 4%;

  • Uma menor rotatividade – O turnover tem que ser evitado, pois aqui está um dos grandes vilões da lucratividade! Eu já falei isso para vocês, mas vale repetir. É um erro naturalizar a saída de um funcionário de uma empresa, especialmente pela má comunicação. Se o profissional percebe que não o compreendem adequadamente e que não deixam claro o que esperam dele ele vai se desligar, primeiro do trabalho, depois da empresa. Isso não pode acontecer;
  • Mais aproximação na crise – Estamos vivendo uma crise no Brasil. Fato! E desde que eu me conheço por gente estamos vivendo na crise, então para de transferir a responsabilidade e vamos assumir as rédeas desse barco. Agora sabe como as empresas vão sair bem dela? Aquelas que estiverem dispostas a se comunicar de forma aberta e direta com as pessoas. Se não for assim não vai dar certo, não vai rolar, por melhores que sejam as intenções. Afirmo isso por experiência e com conhecimento de causa;

 

Veja como usar o perfil comportamental a seu favor nessa empreitada

Inicialmente define-se os cargos e as descrições das vagas, a partir dai e necessário avaliar se os requisitos para o preenchimento desta vaga é de uma pessoa mais comunicativa (Influente), mais líder e enérgica para tomada de decisões (Dominante), mais planejadora (Estável) ou se ela precisa ser mais analítica (Conforme).

Feito isso chegou o momento da contratação aonde todos os candidatos devem ser avaliados para descobrir quais são seus perfis comportamentais e qual deles possui a maior aderência ao cargo em questão.

Hoje é comum as empresas contratarem avaliando o currículo e mandar embora pelo comportamento, algo que não faz o menor sentido!

Após isso eu coloquei a pessoa certa na posição certa, agora sei que ela tem uma chance muito maior de desempenhar um bom trabalho e evitar ruídos.

Agora você deve estar se perguntando, e os colaboradores que eu não avaliei no momento da contratação?  Calma, ainda estão a tempo de serem avaliados e treinados para que possamos explorar seus potenciais.

Nesse momento eu sugiro que faça um treinamento de perfil comportamental e que todos aprendam o que é perfil comportamental, quais são as potencialidades de cada perfil, quais são os pontos a desenvolver, como é a tomada de decisão de cada um deles, qual o ritmo e como cada um responde aos estímulos externos.

Esse treinamento será um dos investimentos mais valiosos que fará da empresa e no seu time!

Imagina que hoje eles falam idiomas diferentes, cada um achando que o seu idioma é o correto e não respeitando e nem entendendo o que a outra pessoa está querendo dizer, e depois todos falarão a mesma língua.

Lembre-se: Certo não é tratar o outro como você gostaria de ser tratado, na verdade esse é um dos maiores erros da humanidade! O certo e tratar os outros como eles gostariam de serem tratados!

O perfil comportamental entende que os líderes conhecem não só as tarefas que seus colaboradores precisam cumprir, mas também suas habilidades, suas demandas, seus interesses, suas formas de agir. Além disso, eles identificam o que engatilha cada ação por parte dos funcionários. Enfim, eles percebem o que causa distúrbios e o que não causa, e o que traz ruídos à tona, e o que não traz!

Quando isso é feito fica muito mais fácil encontrar as melhores maneiras e palavras para comunicar ideias, sejam elas quais forem. Sempre digo isso e aqui repito: dá sim para dar más notícias de forma positiva. Dá sim para explicar algo complicado de uma maneira simples. Quando um líder não tem essa capacidade pode crer que ele está falhando quando o assunto é conhecer a fundo o seu time e toda a sua potência.

É claro, não vou dizer que é um processo simples entender o perfil comportamental daqueles que te cercam e com quem você atua, você precisa de um treinamento para isso. Como costumo dizer, não precisa ser fácil ou simples, só precisa ser possível!

De verdade, e quando vejo que a comunicação entre os líderes e seus subordinados está cheia de ruídos e entraves normalmente faço essa sugestão e partimos para a capacitação do time!

Então fica aqui o reforço: se você se preocupa realmente em melhorar a comunicação interna da empresa considere entender mais o perfil comportamental dos que te cercam. Os resultados podem ser incríveis, especialmente quando todo o processo é feito com o cuidado e o esforço devido. Ah, e se precisar de ajuda não duvide na hora de me procurar, porque eu estou aqui para isso!

Caso queira saber mais sobre como melhorar a comunicação interna da sua empresa através de treinamentos nesta área de perfil comportamental clique aqui.

Preparei um teste gratuito chamado “A Roda do Sucesso Empresarial“ que pode te ajudar a identificar os pontos bons e os pontos a desenvolver na sua liderança, caso queira examinar a sua liderança e receber um feedback personalizado em vídeo sobre os pontos que pode melhorar, clicar aqui.

Um grande abraço e até a próxima!

Fernando Talaia

2
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *